Cuidados básicos
  • Passo a passo para uma pele feliz
    Todos os dias, mesmo sem se aperceber, tem pequenos cuidados que demonstram preocupação genuína com a sua pele. Um simples duche, ou a escolha de roupas adequadas à estação, são exemplos práticos disso. De facto, a pele – o maior órgão do corpo – merece essa atenção.
  • Pele Seca – hidratar para resplandecer
    Exposta a agressões ao longo de todo o ano, a pele do rosto pede cuidados de hidratação diários.
  • A sua pele é normal, mista, seca ou oleosa?
    Uma pele do rosto saudável consegue-se com uma rotina diária de cuidados simples e adequados. Para tal, convém, antes de mais, conhecer o seu tipo de pele.
  • Pele mista – cuidados essenciais
    A pele mista, devido às suas características, pode ser difícil de compreender e de gerir. É um tipo de pele frequente, não sendo considerado, no entanto, um conceito dermatológico, como, por exemplo, a pele seca.
  • Champô – qual o seu papel?
    Um cabelo saudável e bonito não precisa de ser uma dor de cabeça. Requer apenas alguns cuidados, que passam, em parte, pela escolha dos produtos a utilizar, como o champô.
  • ABC da Caspa
    O corpo humano está em permanente transformação e a pele – o seu maior órgão – não foge a esta regra. As células do nosso corpo estão em constante renovação, com novas a substituir as antigas. Quando este ciclo de renovação acelera, muitas vezes, a caspa aparece.
  • Caspa… o que fazer?
    A caspa, não sendo uma questão de saúde grave, pode ser motivo de incómodo e, em alguns casos, difícil de gerir. A boa notícia é que, muitas vezes, basta adotar certos cuidados no dia a dia para a conseguir controlar.
  • Insetos à distância
    Que os insetos picam, todos o sabemos. A maioria das picadas causa apenas uma reação local, que pode incluir vermelhidão, inchaço, comichão ou dor.
  • O que é a Candidíase Vaginal?
    A candidíase vaginal é uma infeção ginecológica, provocada por um fungo (Candida albicans). Este fungo normalmente vive na pele e dentro do corpo (boca, garganta, intestino e vagina), sem provocar problemas. Contudo, por vezes, se o ambiente no interior da vagina se alterar de forma a estimular o seu crescimento, este pode multiplicar-se e causar uma infeção.